4 coisas estranhas que todo escritor faz

Publicado por em 07 set 20. Prosas e Contos, Textos, Vamos conversar

É muito interessante perceber como pessoas que fazem coisas parecidas, também acabam agindo de maneira parecida. É quase como se houvesse uma conexão invisível entre todos nós.

Essa tal ligação não é diferente com os escritores, por isso fiz uma lista com quatro coisas estranhas que, em algum momento, todo escritor faz.

1 – Ficar procrastinando

Esse item é irônico porque é claro que os escritores e escritoras gostam de escrever. Mas todo escritor já se pegou em algum momento procrastinando a escrita.

Essa procrastinada que aparece na hora de escrever pode ser aquele texto que precisa ser lido, um outro trabalho ou até mesmo ficar “trabalhando o relacionamento” nas redes sociais.

É preciso se organizar e ter muito autocontrole para escrever também nos dias em que “a inspiração não baixa”.

2 – Incorporar o personagem

Na hora de escrever, muitas vezes a gente fica tão mergulhado na história, que acaba se sentindo o próprio personagem.

Seja uma cena de amor, uma luta ou um momento assustador, todo escritor já se pegou sentindo os mesmos sentimentos e sensações do personagem e “vivenciando” ele mesmo aquele momento da história.

Se quando a gente está lendo já é difícil não mimetizar o personagem em trechos como “levantou a sobrancelha” ou “arregalou os olhos”, imagina como é escrever momentos em que os sentimentos estão aflorados.

3 – Sofrer com a síndrome do impostor

A sensação de ser uma fraude, hora ou outra pega o escritor desprevenido.

Seja quando a gente está próximo de fazer um lançamento de um novo livro, quando estamos escrevendo sozinhos ou quando precisamos falar dos nossos textos, hora ou outra aquele pensamento de que não somos tão bons acaba surgindo.

A síndrome do impostor se manifesta como uma forte crítica ao nosso próprio texto, que vem acompanhado da sensação de não merecer ser chamado de escritor.

Nessas horas, o melhor a fazer é respirar fundo, lembrar o quanto você trabalhou para chegar até ali e seguir em frente.

Veja esse conteúdo em vídeo:

4 – Analisar pessoas ou acontecimentos para colocar em uma história

Se você convive com um escritor, tenha certeza, você já serviu de inspiração para um texto dele muitas vezes.

É inevitável para quem escreve ficar analisando os trejeitos das pessoas e também as situações que acontecem no dia a dia, pensando em como isso poderia dar uma história ou um capítulo muito interessante.

Se identificou com alguma dessas manias? Você tem alguma outra? Deixa um comentário contando como é ser escritor ou escritora para você.

Compartilhe com seus amigos
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

Comente

*
*