O silêncio da contadora de histórias

Publicado por em 02 abr 20. Prosas e Contos, Textos

Me lembro das noites, na infância, em que nos sentávamos ao redor da minha avó para ouvir seus contos e causos. Ela sempre teve a incrível capacidade da transformar palavras em imagens.

Lembro-me de um tempo em que amava quando acabava a energia elétrica para poder ficar ouvindo histórias arrepiantes a luz de velas. As histórias dela eram sempre contadas com uma inocência que conferia verdade ao relato, assim, toda história começava sem pretensão até alcançar o fantástico e o místico.

Homens que viravam bichos, fogo que perseguia pessoas, aparições misteriosas no céus, tesouros enfeitiçados, lugares assombrados ou mesmo o cotidiano nas casas de farinha… tudo isso fez parte da minha infância graças aos momentos com minha avó.

Claro que haviam outros contadores de histórias na família e também haviam os livros, mas essa história é sobre a minha avó que também era minha madrinha.

A morte não é o fim…

Enfim, no dia 31 de março de 2020, Deus resolveu levá-la para viver e contar novas histórias no Céu. Não foi uma partida triste. Estive com ela dias antes e, mesmo muito doente e debilitada, ela estava lá contando suas histórias, falando da vida e ensinando sabedoria.

Conversamos por um tempo e ela ainda reuniu forças para levantar da cama e caminhar, sozinha e sem apoio, até o sofá. Ela era tão teimosa!

Quando soube da sua morte, uma imagem me veio a mente: minha avó e meu avô encontrando-se no Céu e correndo juntos… e jovens. É que eles se casaram aos 16 anos e, vez ou outra nas histórias, ela lembrava deles jovens, principalmente, depois que meu avó morreu.

Meu avô e minha avó

Imaginei a alegria no olhar deles e quantas novas e antigas histórias teriam para contar e para viver, agora na presença de Deus.

A minha primeira contadora de histórias fez silêncio, silêncio nesse mundo. Mas, sua vida e seu exemplo, vão continuar falando para sempre no meu coração.

Compartilhe com seus amigos
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Print this page
Print

Comente

*
*